O Natal de Jesus

24/12/2017 Dom José Alberto Moura Artigos

O Natal de Jesus

Uma criança humano-divina vem marcar e revolucionar nossa história, muitas vezes marcada pelo humano-desumano. Sem a abertura ao divino não somos capazes de construir pontes entre nós para nos ajudarmos mutuamente. Sozinhos construímos torres de Babel e concentramos todo nosso objetivo existencial no que nossos sentidos e nossa inteligência nos colocam como realização no ter o que é relativo e passageiro. Tornamo-nos excessivamente egoístas e não somos capazes de utilizar os dons ou capacidades para o serviço ao bem comum. Degradamos o ambiente, a natureza, nossas relações humanas e nosso potencial de amor.

O porquê do nascimento do Emanuel,  na pessoa de Jesus, assumindo nossa natureza humana, remete-nos  à razão de ser de Deus, que nos cria à sua imagem e semelhança para cuidarmos da terra como Ele cuida do universo. Ele vem nos ensinar que o instrumental do cuidado nos dignifica e faz-nos ciosos de nossa cooperação para que nosso planeta, com tudo o que ele contém, produza vida e não morte. O Filho de Deus vem nos ensinar a dar de nós, até nossa inteira vida, pelo bem do semelhante, morada divina.

Nossa vida se torna morada divina, como o ventre de Maria e como a gruta de Belém. Não é a exterioridade de nosso corpo e até de nossa alma o que o Menino-Deus quer enfeitadas. A abertura para acolhê-Lo como nosso Salvador, Guia e Mestre, nos faz ter a certeza de que não estamos sozinhos para a solução de todos os problemas. Ele não realiza em nosso lugar todas as tarefas e soluções e sim nos dá os instrumentos para nós mesmos agilizarmos os dons pessoais, comunitários, sociais e culturais para colocá-los a serviço de todos. Daí surgem as superações dos mecanismos de morte. Acontecem a justiça misericordiosa, a valorização das leis naturais e sobrenaturais para defendermos e promovermos a dignidade humana, o respeito às diferenças, a superação do ódio, da violência, das guerras, da fome, da exclusão social dos mais frágeis e as discriminações... A base para a paz acontecerá. O amor prevalecerá acima de tudo para a formação e o desenvolvimento da família como fonte de vida, da política como serviço substancial ao bem comum...

A celebração do Natal de Jesus só acontece para quem está disposto a assumir na própria vida os critérios de convivência que o Deus-conosco vem trazer. A superação do orgulho, a vida simples, a solidariedade, a cooperação com a promoção dos pobres e excluídos, dos sem nada, dos desamparados, das crianças abandonadas e do compromisso com a formação da consciência cristã e cidadã vão tirar os empecilhos para se ter mais compreensão, fraternidade e paz.

O Natal de Jesus nos traz vida completamente nova e de sentido. A matéria é boa, mas utilizada como instrumento de serviço à promoção da vida plena para todos. Afinal, Jesus veio de modo humano para nos regenerar e fazer superar o uso do poder que massacra e tira a vida digna de tantos sofredores do planeta.

D. José Alberto Moura, CSS - Arcebispo Metropolitano de Montes Claros, MG

Dom José Alberto Moura

Arcebispo Emérito de Montes claros - MG

Sobre nós

A Comunidade Esdras - Associação Bom Pastor é uma associação privada de leigos católicos, criada na cidade de Montes Claros-MG, que tem por objetivo a promoção da pessoa humana e o seu desenvolvimento integral. Desenvolve suas atividades através de programas radiofônicos diários, palestras, atendimentos pessoais, cursos em toda a região do Norte de Minas Gerais.

Entre em contato

Rua Grão Mogol, 313, Centro. Montes Claros - MG, 39400-056

(38) 3201-8144

Redes sociais

Desenvolvido por W42 - Tecnologia